Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Ramon Menezes avalia atuação ruim do Vitória e pontua vacilos do time: “Hoje não competimos”

Jogando no Barradão, o Vitória voltou a decepcionar e perdeu mais uma partida dentro do Barradão. Dessa vez, o time baiano foi batido, de virada, por 2 a 1, para o Londrina e perdeu a oportunidade de encostar no G4 da Série B.

Após a partida, o técnico Ramon Menezes disse que o time criou oportunidades no primeiro tempo, mas não conseguiu converter em gols. Na visão do treinador, ao levar o empate, a equipe não conseguiu mais oferecer perigo ao adversário.

“Primeiro que todo mundo ficou muito chateado, acho que é o sentimento de todos aqui, do torcedor também. Criamos uma expectativa muito grande, embora tivéssemos perdido o último jogo, criou-se expectativa muito grande que em casa nós iríamos fazer um grande jogo e vencer. O futebol, até então, desde a minha chegada, uma coisa que me chamou muita atenção foi a competição. Em todos esses jogos competimos muito nos dois tempos. Hoje tivemos uma participação boa no primeiro tempo. Pecamos na mesma situação dos jogos anteriores, que é definição da jogada. Só que hoje não competimos. Londrina veio aqui, ficou lá atrás no primeiro tempo, criou muito pouco e se soltou no segundo tempo porque não competimos. A gente estava muito próximo do segundo gol quando tomamos o empate. Depois do empate, houve a desorganização, começamos a competir ainda menos. É o trabalho. Vamos trabalhar muito. O que eu vi hoje foi que competimos muito pouco para um jogo em casa, com uma importância como essa. Valia muito esse jogo para a gente“.

O comandante também explicou as mudanças na equipe que entrou em campo.

“Quando se perde um jogo em casa, acho que dá o direito para pensar. Eu, como treinador, tenho que ter a convicção do que venho fazendo. Estou tendo a convicção aqui. Optei por uma formação mais leve, acho que conseguimos circular bem a bola, saímos na frente no placar. No segundo tempo estávamos próximos do segundo gol e tomamos o gol. Depois que toma o gol, em casa, e logo em seguida toma outro gol, tem que tentar de todas as maneiras colocar o time para frente. A gente teve várias oportunidades, faltando novamente a finalização. Agora é trabalhar. Temos um jogo muito importante contra o Botafogo. A gente precisa somar na competição. A gente conversou muito. Melhorar, buscar o equilíbrio novamente, estávamos há quatro jogos sem perder, agora estamos há dois sem ganhar. A pressão existe, sempre vai existir. Venho passando isso tudo para os atletas, hoje infelizmente não fizemos o que todos esperavam que poderíamos fazer e aconteceu a derrota”, disse concluiu.

Por fim, Ramon explicou o motivo de não utilizar Ronan no duelo de hoje.

“Todas as vezes que a equipe não consegue o resultado, surgem ‘por que esse?’. Ronan é um jogador interessante, tenho observado esse atleta. Guilherme entrou muito bem contra o Inter e fez o gol da classificação. Hoje o comportamento dele foi bom. O Ygor Catatau, como todo o grupo, em determinados momentos faltou competir um pouco mais, teve chance de definir um pouco melhor. Ronan está esperando a oportunidade dele.

Com o resultado, o rubro-negro ocupa a 15 posição, com 6 pontos. Agora, os comandados de Ramon Menezes retornam a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, contra o Botafogo, na cidade de Volta Redonda.